15
Nov 09
Ora hoje vou aqui mostrar as belezas da fantástica cidade que é Barcelona.
Visitar Barcelona é daquelas coisas que toda a gente deve fazer, pelo menos uma vez na vida. Aliás...deve ser plantar uma árvore, escrever um livro, ter um filho e.... ir a Barcelona, hehehe.
Aproveitei uma daquelas promoções espectaculares da Ryanair lá fui eu por 10,00€ a Barcelona!
O mal destas promoções é que nunca dá para conjugar os melhores horários, e, como tal, o voo de ida foi ao cair da noite e o de regresso a meio da tarde..conclusão, tive que fazer o impossível: conseguir ver tudo o que de importante a cidade tem...em apenas um dia e meio!
Não foi fácil, confesso, mas deixei pouca coisa para ver (pouca daquilo mais óbvio, porque a oferta da cidade não se esgota...). Também o que vi/visitei foi durante o tempo apenas suficiente para admirar durante 15 minutos e tirar 20 fotografias em cada local. Com muita pena minha ficaram por visitar o Museu de Arte Egípcia, e a parte do porto de Barcelona, com os restaurantes e os bares.
Mas vamos ao que interessa: as fotos do que de mais bonito há em BCN e um mini plano de viagem...
Ao chegar ao aeroporto de Girona convém comprar logo o bilhete de ida e volta para a cidade, por cerca de 24€. E preparem-se para cerca de uma hora e tal de viagem.... Chegados à estação de camionetas de Barcelona podem ir de metro ou de taxi até ao hotel. Como já era super tarde  não me apetecia andar perdida atrás do metro (que descobri no ultimo dia que a paragem era quase ao lado! da estaçaõ) fomos de taxi até ao hotel. Mas o metro é a melhor solução:

O importante é comprar uma senha de 10 viagens do metro. São cerca de 7,50€ e abrange quase toda a cidade. É super rápido, (no máximo esperei 5 minutos entre um metro e outro) e fica bem mais económico do que andar de táxi. Para quem se pergunta sobre os autocarros, esta senha também é utilizável nos bus de barcelona, que são o único meio de chegarem ao Parque Güel. Mas já lá chegamos....

Ficamos alojados mesmo no bairro gótico, já que, como era um pequeno city break, eu queria perder o menos tempo possível me deslocações... O hotel Gótico 4*, onde ficamo alojados, é mesmo dentro do bairro gótico, muito bem localizado e com muito bons acessos. Basta descer a rua que temos logo a estação de metro Jaume I. Este é um 4* da cadeia Gargallo, mas como me apercebi depois, poderia ter ficado no Suizo, que é um 3*, mas muito semelhante....que os 4* europeus, principalmente no centro das cidades históricas deixam um pouquinho a desejar. O hotel Suizo 3*, fica mesmo em frente à paragem do metro, e tem ao lado uma bomboneria.....que nem conto, porque tem coisas tão boas que chegam a ser pecado!!
Como já chegamos à noite, fizemos o check in e saimos para jantar por ali mesmo. Entramos numa espécie de Pans & Companie, mas que era tão mau, tão mau, que ficamos cheios de fome na mesma... O que vale é que há sempre sitios com pizzas ou hamburgers... Depois da barriguinha cheia e como já começava a ficar muito tarde para passearmos pelas ruas escuras resolvemos ir descansar para o hotel e planear o dia seguinte.
Saímos muito cedo do hotel para podermos aproveitar bem todos os minutos daqueles dia.
1ª paragem - Sagrada Família

Iniciado em 1882, este templo é conhecido como a Igreja Inacabada, e os seus andaimes são tao famosos como o seu arquitecto - Antoní Gaudí. A entrada custa cerca de 20,00€ mas já inclui a casa-museu do Gaudí (no Parque Guell), por isso façam um esforço na carteira que vale bem a pena, garanto!



Depois de vermos toda o interior da igreja (que desilude um pouco por ter ainda tanta coisa inacabada), tendo sempre em atenção para não tropeçar em nenhum andaime (hehehe), chegamos a um mini museu sobre a catedral. Aí vemos toda a história da sua construção, os desenho origianais dos arquitectos e explicações de como o Gaudí se inspirava em formas da natureza para cricar aquelas colunas e aquelas abóbadas... Imperdível mesmo!
Quando saimos novamente para o exterior, ficamos ainda de boca aberta com as fachadas e os 3 pórticos... Lindos, mesmo.... E nem imaginam a quantidade de chineses com a máquina a tira-colo que estavam lá....daquilo que só mesmo em filme...hehehe.

2ª paragem - Casa Batló
Ora como já tinhamos na mão a entrada para a casa-museu decidimos ir já para lá directos....Mas como?
Mesmo em frente à Sagrada Família existe um porto de turismo. Fui lá e comprei um daqueles mapas turísticos que dão imenso jeito, principalmente porque também trazem no verso um mapa do metro. Mas infelizmente o parque não é no centro da cidade, e o metro não cobre o monte onde ele se situa. Tivemos que apanhar o metro até ao Passeio da Gracia e daí apanhar um autocarro cuja última paragem é o parque. Chegados ao Paseío da Gracia (com muita lojinha onde me poderia perder....e empobrecer também, não fosse esta avenida repleta de loja chiquiiiiissimas), mesmo em frente á paragem do autocarro demos com a Casa Batló. Estavamos tão mesmo em frente que só a vi quando resolvi levantar os olhos do mapa e dizer "oh pá...aqui diz que é nesta avenida, mas não sei se é ,muito mais para cima ou para baixo...". E pau!! Lá estava ela....magnífica!
                                                
Não entramos para ver porque havia fila (como em tudo em Barcelona) e tinhamos medo de demorar muito tempo....e havia ainda tanta coisa que queriamos ver.... Tiramos umas fotos à fachada e regressamos à paragem do autocarro.

3ª paragem - Parque Güel
Não existem paavras que descrevam este parque...se a Sagrada Família era imponente, é realmente maravilhoso ver o cunho de Gaudi numa obra tão grandiosa. Tudo no parque é forrado a mosaicos, cada reentrância lembra o torso de uma árvore centenária....e para além de tudo isto, uma vista magnifica sobre a cidade desde a Gran Plaça Circular. Ahhh, é imperdível tirar uma foto ao lado da fonte do lagarto....

                  

                 
Depois de descobrir todo um mundo fantástico, fizemos uso do bilhete adquirido na Sagrada Família e fomos visitar a Casa-Museu de Gaudí, onde se podem admirar móveis e desenhos feitos por ele.

Voltamos de autocarro para o Passeio da Gracia, e resolvemos sair mesmo no início da aevnida para a irmos admirando a pé....até chegarmos a uma das melhores obras do Gaudi, pelo menos na minha opinião. A Casa Milá, também conhecida como La Pedreda. Imaginem uma casa, sem linhas rectas. Conseguem? Pois esta é assim. Infelizmente não conseguimos entrar (os pisos de cima e o telhado pagam-se) porque a fila para entrar dava quase a volta ao quarteira! E não estou a exagerar!!

5ª paragem - Montjüic
Montjuic é o ponto mais a sul do centro de Barcelona. Fica mesmo no alto de um monte e existem duas opções para se chegar lá: ou de teleférico, desde a praça de Espanha, ou de autocarro. Obviamente o teleférico é bem mais interessante e bem mais rápido porque vai em linha recta, enquanto que o autocarro tem que ir dar a volta toda ao monte até chegar ao topo. Como tive muita sorte tive que ir de autocarro, uma vez que o teleférico estava em manutenção :(
Foi aqui em Montjuic que se realizou a cerimónia de abertura dos Jogos Olímpicos de 1982, no estádio olímpico que hoje é casa do clube Espanyol. O estádio estava aberto e deu para irmos espreitar à borla!! Descendo o monte a pé deparamo-nos com a Torre Calatrava. A mais bonita torre de telecomunicações que eu já vi.....



Até que vamos dar ao Palácio Nacional de Barceloina, de onde surge uma escadaria imensa a culminar na praça onde fica a Fonte Mágica.Esta fonte, tem a particularidade de, durante os meses de Verão, e a certas horas prá-estabelecidas, dar um espectáculos de efeitos de água e luz, em conjunto com música que sai de uns grande altifalantes situados ao lado. Só pude ter conhecimento disto pelo Youtube já que quando eu fui não havia espectáculo nenhum :(
                   
   



6ª paragem - Camp Nou
Bom, lá viemos nós a descer por ali abaixo até virmos dar novamente á Praça da Catalunha, onde apanhamos o metro para irmos espreitar o Camp Nou. Sim, que não se pode ir a Barcelona sem ir ao mítico estádio do F. C. Barcelona..... E calhou logo em dia de jogo.
Vocês não podem imaginar a loucura que é em torno do estádio.... Gente e mais gente e mais gente à porta....achava eu que esperavam que os portões abrissem....naaa, eles já estavam abertos, só que todos esperavam na mesma nos passeios. E, de repente, percebi porque. Toda a gente fica à espera de ver os jogadores a entrarem no estádio.... Cada carro que passava, fosse com o massagista, com um jogador, com um técnio ou dirigente é festa na certa. Tudo batia palmas, tudo gritava....enfim, a pura da loucura. Não ficamos para assistir ao jogo, mas vale muita pena ir lá cheirar um pouco daquela atmosfera. Tudo em Barcelona pára quando o Barça joga....incrível.

E como o dia (pelo descrito acima) foi terrivelmente cansativo, resolvemos voltar ao reposo do hotel. Jantar por ali mesmo no bairro gótico. As casas das Tapas são de chorar de tão boas que são...um pouco caras, mas valem a pena. O que vale mesmo, mesmo a pena, em relação de qualidade preço é a paelha. São cerca de 20€ para duas pessoas e vem muito bem servidas.
Andamos um pouco pelo bairro e fomos ao Raval, o bairro ao lado do Gótico, agora famosos pelas inúmeras galerias de arte. Acabamos por parar num bar brasileiro(!) a beber uma caipirinha...muito bom. Havia muita gente pelas ruas, a cidade não pára. Poucos bares naquela zona, mas muitas festas à porta fechada....
Caminha, que já se fazia tarde, tinhamos andado kilómetros e o dia seguinte seria também sempre a abrir, já que era o último.

7ª paragem - Bairro Gótico
De manhã fizemos o check-out do hotel e fomos conhecer o bairro gótico. Muito bonito, em certas zonas fez-me lembrar o centro histórico de Braga, não sei porque, principalmente perto da catedral.



Ruas estreitinha, antigas, pitorescas....e uma invasão de lojas de chineses, que não lembra ao menino Jesus. Sim, eles ocuparam o centro histórico de Barcelona.....ou melhor, invadiram, lol.
Fomos em direcção à Praça da Cataluña (onde se pode parar para uma foto à porta do Hard Rock Café), onde se iniciam as Ramblas, a verdadeira essência de Barcelona.



A avenida que culmina na Praça de Espanha é a mais famosa da cidade, e merce bem essa distinção. Tudo acontece naquela avenida. Lojas, restaurantes, hotéis, galerias e a azáfama citadina que se funde com os mimos, os músicos e o mercado de La Boqueria.



La Boqueira é assim tipo o nosso mercado do Bolhão. Vende-se de tudo, mas mesmo de tudo, lá dentro. Entra-se e sente-se logo o cheiro a fruta... As bancas com os frutos fresquinhos estão logo ali, coloridas, à entrada. E não podemos prosseguir sem comprar um sumo de fruta natural por 1€....são mesmo muito bons. Seguem-se os frutos secos, os talhos, as flores....enfim, um sem número de baquinhas por onde nos perdemos facilmente e que abrem o apetite. talvez por isso também não faltam lá dentro uns snack-bars impovisados para saciar o apetire ao turista....

E assim culminou a nossa visita relampago a Barcelona. Que a única coisa que deixou foi o desejo de voltar e por mais tempo. Ficou ainda muita coisa para ver, principalmente a parte do Porto de Barcelona, onde se desenrola a verdadeira vida noctura. Imaginemos assim umas Docas....onde ficam muito bons restaurantes e os bares a bombar a noite toda :P
Mas como fomos pela Ryanair, tivemos que apanhar o bus de volta a Girona, e ainda são uns cento e pouco kilómetros até ao aeroporto.... Lá passamos o apertado controlo do aeroporto (tive que me descalçar imaginem) e voamos em direcção ao Porto....

Saudades de Barcelona......


Semeado por alaranjacorderosa às 21:44

gomo:
Ahahaha... Eu também cheguei de Barcelona há uns dias... que coincidência!! Eu também achei lindo... e também já morro de saudades!

Quado estiveste por lá?

Passa no meu blog para veres e comenta!

Kiss**
Style&Stuff a 21 de Novembro de 2009 às 01:39

Armazém da fruta
Procurar a semente
 
Ecce Laranja
Gominhos visitantes
conter12
Novembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13

16
17
18
20

23
24
25
26
27

29


blogs SAPO